sábado, 23 de Julho de 2011

É bom ter amigos!

Cabo Verde.
É muito bom ter amigos! E os amigos nunca são demais.
Eis algumas das coisas que já aprendemos com os nossos colegas e amigos da Escola de Porto Mosquito, na Ilha de Santiago,  em Cabo Verde, através do que nos disseram nas cartas e das ilustrações por eles enviadas:


Com o Emerson ficámos a saber que o Arquipélago de Cabo Verde é de origem vulcânica e que também se situa no Oceâno Atlântico, tal como os nossos Arquipélagos da Madeira e dos Açores. As suas dez ilhas estão agrupadas em dois grupos: o de Barlavento com as ilhas de Santo Antão, São Vicente, Santa Luzia, São Nicolau, Sal e Boavista, e ainda por alguns ilhéus, e o de Sotavento constituído pelas ilhas: Maio, Santiago, Fogo e Brava.




O clima é tropical seco, com apenas duas estações: a seca entre Novembro e Julho e a húmida que vai de Agosto a Outubro, com chuvas irregulares. O sol brilha todos os dias do ano e a temperatura média anual é de 25º C.
No que diz respeito à música, o país orgulha-se das suas mornas (muitas das quais interpretadas pela cantora cabo-verdiana Cesária Évora), coladeiras, do batuque e do funaná. Na gastronomia  existem muitas ofertas de peixe, carne e marisco, sendo a cachupa um prato bem conhecido.


Com o Joãozinho aprendemos que se a Ilha Santo Antão é a segunda maior ilha em superfície, medindo 779 Km2 e uma das mais povoadas. As suas montanhas sem vegetação têm píncaros altíssimos. Nos vales do interior da ilha existe uma vegetação variada, no fundo dos quais correm ribeiras de grande caudal, barrentas,  cor de chocolate, em anos de chuvas abundantes, e de água cristalina e calma, no tempo das secas ou de pouca chuva. A Ilha de Santo Antão está em grande desenvolvimento possuindo já uma vasta rede de estradas.
A Linda Inês deu-nos a conhecer a Ilha de São Vicente. A sua capital, Mindelo, é o ponto de encontro, à noite, pois tem diversões permanentes. Aqui se localiza o Porto Grande, o principal porto marítimo do país, situado numa baía de grande beleza. Em São Vicente encontram-se algumas indústrias do país, como a do calçado e a agro-alimentar. O carnaval de Mindelo é famoso e atrai todos os habitantes das outras ilhas, os emigrantes e também muitos turistas. De modo idêntico, o Festival da Baía dos Gatos que decorre em Agosto, junto à praia da baía com o mesmo nome, conta com a presença de centenas de músicos vindos das ilhas ou do estrangeiro.


Uma curiosidade! Diz-nos o Ailton que a Ilha de Santa Luzia se assemelha a uma bota. E não é que é que parece mesmo!? Tem uma superfície de 35 Km2 e é habitada apenas por alguns nativos. Contudo, é muito visitada por pescadores que se dirigem aos ilhéus Branco e Raso para se abastecerem de água.


A Ilha de São Nicolau tem uma população de cerca de 14 000 habitantes. Tem um relevo acidentado e uma paisagem entre o castanho e o verde. A capital é a Vila de Ribeira Grande. O João contou-nos que as pessoas desta ilha são muito simpáticas, comunicativas e hospitaleiras.


O Edmilson Manuel falou-nos da Ilha do Sal. Diz-nos ele que esta ilha “… é a grande porta de entrada de Cabo Verde”.  É uma ilha plana, sem grandes elevações e que tem uma paisagem única.  Nela se encontra a Praia de Santa Maria onde o areal branco se liga a um mar verde-esmeralda, sem igual, e normalmente tranquilo. A vida dos seus habitantes gira à volta do aeroporto, da pesca da lagosta e do turismo.


A Minicy informou-nos sobre a Ilha da Boavista. Agora sabemos que esta ilha fica situada entre a Ilha do Sal e a Ilha do Maio. É plana e arenosa e nela se encontram as mais belas praias do arquipélago, como a de Santa Mónica ou a do Curralinho com 10 Km de extensão. Boavista tem condições naturais propícias à prática de desportos náuticos.



A Eliene disse-nos que a Ilha do Maio tem cerca de 4 900 habitantes que se dedicam à pesca, à criação de carneiros e ao artesanato tendo por base a lã desses animais. Aparentemente é uma ilha árida, mas é nela que se encontra o maior parque florestal de Cabo Verde.



O Miguel Gomes, contou-nos que a  Ilha de Santiago é a maior. Foi a primeira a ser povoada e é a mais populosa.



Com o Dameilson aprendemos que toda a Ilha do Fogo é um vulcão ainda activo que sobe até perto dos 3 000 m. Nesta ilha existem dois aeroportos, um porto e uma rede de estradas e caminhos que permitem percorrer a ilha. Sendo uma ilha de terra fértil, aí se planta o melhor café de Cabo Verde e se encontra o único produtor de vinho do país.


A Ilha da Brava, com cerca de 64 Km2 é a ilha das mornas, do violino, das águas medicinais, das flores, do nevoeiro constante e o lar do poeta Eugénio Tavares, nascido em 1890. A Vila Nova Sintra é a sua capital e situa-se perto do Porto da Furna. Diz-nos a Ilsa que tem casas com quintais floridos e muita vegetação envolvente.


Eis mais alguns desenhos que nos foram enviados pelos nossos colegas: